FamiliasComVida Logo Slogan

Em tempo de Covid19 vamos
ajudar as famílias a
Fortalecer
Laços de Família

Sobre a F. Famílias comVida

  • Sobre nós

    Somos um organismo com personalidade jurídica canónica, criado pelo Patriarca de Lisboa especificamente para realizar as atividades necessárias ao projeto Familias comVida em estreita ligação com o Sector da Pastoral da Família da Cúria Diocesana e Cáritas Diocesana de L isboa.

    Como resposta aos múltiplos desafios que enfrentam as famílias de hoje, a Igreja da Diocese de Lisboa, através de uma parceria entre a Pastoral da Família e a Cáritas Diocesana de Lisboa, apresentou no dia 5 de Setembro de 2016, pelas 19h, em Carnide o Projeto Famílias comVida, com a bênção pelo Sr. Cardeal Patriarca de Lisboa, Dom Manuel Clemente.

    Mais tarde este projeto, pela necessidade de servir melhor as paróquias e de uma forma mais estruturada, deu origem à Fundação (equivalente na Igreja a uma associação civil) Famílias comVida, fundada em  em 10 de maio de 2019, com os seguintes fins:

    1. Iluminar a realidade humana da família à luz da fé, promovendo a dignidade da pessoa humana e edificando o bem comum.
    2. Em colaboração com os respetivos Párocos, promover o acolhimento, ajuda e acompanhamento às Famílias, nas paróquias, movimentos e comunidades do Patriarcado de L isboa.

     

     

  • Missão

    A Fundação Famílias comVida, e o seu centro diocesano de orientação e apoio à família do Patriarcado de Lisboa,  têm como missão contribuir para a construção, estabilidade e valorização da família como núcleo fundamental da sociedade humana, orientada pelos valores cristãos, através de uma atenção integral que lhes permita fazer o seu caminho e viver os desafios que a própria vida lhes coloca, nas diversas situações e fases e em todas as dimensões.

  • Visão

    Que todas as famílias da Diocese de Lisboa tenham acesso, através das suas paróquias, vigararias ou centro diocesano, a uma rede estável, segura e profissional, de lugares (físicos e digitais) de acolhimento, orientação e acompanhamento, onde possam encontrar os meios e serviços que precisam para, em coerência com os valores cristãos, fazerem os seus caminhos e viverem os desafios que a própria vida de família lhes coloca nas diversas situações e fases.

    Que esta rede possa ser replicada de forma a que nenhuma família de Portugal enfraqueça, se dese-quilibre ou deixe de crescer ou desenvolver-se por não ter encontrado um espaço de ajuda.

  • A quem se destinam os serviços da Fundação Famílias comVida

    Os serviços da Famílias comVida destinam-se às Paróquias, uma vez que o objetivo principal da FcV é apoiar a criação ou o fortalecimento dos  pontos de serviços às famílias, o que inclui também a formação de Orientadores.

    Mas estes Pontos nas Paróquias e no Centro Diocesano destinam-se às famílias que querem ser protagonistas no seu próprio desenvolvimento, querem fortalecer-se e crescer de forma saudável e equilibrada e que querem agarrar os desafios de viver segundo a Fé da Igreja. E/ou que se encontrem em situações que geram ou podem vir a gerar um problema que ameaça ou põe em risco o seu equilíbrio nas várias dimensões do ser e da vida da família, tanto nuclear como alargada:

    • Famílias, constituídas por casais com o sacramento do matrimónio;
    • Famílias de casais sem o sacramento do matrimónio;
    • Famílias não católicas;
    • Pais/Mães que vivem sozinhos com os seus filhos;
    • Filhos que precisam de apoio para os pais;
    • Pais separados à procura de orientação parental e de outros recursos.
  • Orgãos Sociais e Estatutos

    Direção

    Padre Rui Pedro de Carvalho (Presidente)
    Teresa Torgal Ferreira (Tesoureiro)
    Ana Catarina Calado (Secretário)
    Maria Teresa Ribeiro (Vogal)
    Eugénia Ricciardi (Vogal)

    Conselho Fiscal

    Vasco Avillez (Presidente)
    João Matos Fernandes (Vogal)
    Pedro Mendes (Vogal)

    Estatutos da F. Famílias comVida

  • 1

A família fundada sobre o matrimónio é património da humanidade, constitui um bem grande e sumamente precioso, necessário para a vida, o desenvolvimento e o futuro dos povos.

Papa João Paulo II, 25 Janeiro de 2003